O espetáculo “O amor como revolução” traz um caminhante, peregrino e viajante ao teatro para potencializar o poder renovador do amor que, traduzido em atitudes generosas com o próximo, ele pode ser uma força na construção de uma sociedade mais justa e livre de preconceitos. O monólogo que relata a dor, o desamparo e a descoberta e conquista da negritude, onde no decorrer, entre o caminho e memória, se faz uma história, estreia dia 21 de novembro, no Teatro Carlos Gomes, às 19h.
.
FICHA TÉCNICA

Texto e atuação: Henrique Vieira
Participação :Luanda Maia e Duo Pretas – Ana Lia e Sulamita Lage
Direção: Rodrigo França
Direção de Produção: Fábio França e Mery Delmond
Direção: Musical Sulamita Lage
Preparação de ator: Tatiana Tibúrcio
Direção de Movimento: Kennedy Lima
Cenário: Wanderley Gomes
Figurino: Ateliê Ms.Vee
Iluminação: Pedro Carneiro
Engenharia de Som: Marcelo Moacir
Assessoria de Imprensa: Duetto Comunicação
Prodrutor de conteúdo: João Paulo Gouveia
Designer e Audiovisual: Rafaela Lira
Cenotécnico: Marcelo Dias
Contrarregragem: Nana Corleone
Carpintaria Cênica: Fábio Cristiano
Fotografia: Júlio Ricardo da Silva
Produtor Executivo: Luiz Henriques
Produtores associados: Lázaro Ramos, Henrique Vieira e Rodrigo França
Realização Diverso: Cultura e Desenvolvimento
.


SERVIÇOS:
O AMOR COMO REVOLUÇÃO
20 de novembro de 2019 – Ensaio aberto
Temporada: De 21 de novembro a 15 de dezembro de 2019
De 21/11 a 01/12
Quinta à Sábado – 19h
Domingo – 18h
De 07/12 a 14/12
Sábado – 19 h
Domingo – 18h
Teatro Carlos Gomes
Praça Tiradentes nº 19 – Centro – Rio de Janeiro
Capacidade: 677 pessoas
Telefone: 21 2215-0556/ 2232-8701
Duração: 60 min
Ingressos: encurtador.com.br/nqyAZ
Inteira R$40,00 // Meia R$ 20,00