Superando um relacionamento abusivo

///Superando um relacionamento abusivo

Você está em busca de um novo amor, mas tem encontrado dificuldades pelo trauma de ter vivido um relacionamento abusivo anterior. Como superar tal experiência?

Nos deparamos com inúmeras formas distintas de relacionamento, em que um tem sentimentos mais intensos que o outro, ou demonstrações mas fluídas e transparentes, outros em que os sentimentos são mais truncados e acanhados, enfim, relações que vão acontecendo dentro do que se espera ou não e que terá o processo de evolução e definição conforme atenda ou não as expectativas e anseios de cada umas das partes. Porém existem relações em que uma das partes acaba envolvida sem saber as intenções ou características da outra pessoa e quando se depara com uma realidade opressora, de dominação, controle e agressividade se dá conta de que está, na verdade, num relacionamento abusivo.

Mesmo este relacionamento abusivo, em geral, começa com os parceiros muito carinhosos e enchem a companheira (o) de atenção. Isso faz com que a pessoa se cerque apenas do parceiro o que pode afastá-la de amigos e até familiares. Intensifica a paixão enchendo o par de mimos, presentes, carinho, afeto, demonstrações infinitas de sentimentos e grande amor, inclusive chegando a sufocar sem que o par perceba, afinal como reclamar ou achar ruim tamanha demonstração de bem querer e amor.

Passada fase inicial de conquista em que a parte já se vê num relacionamento mais firme e sério, passa a ter necessidade de controle sobre o outro, de dominação e posse, isto pode se manifestar de diferentes formas como:

– Ciúme excessivo

– Controle dos passos do par

– Restrição quanto a convivência social e familiar

– Imposição de conceitos e ideias

– Ataque a autoestima do par

– Reprovação do figurino escolhido pelo par

– Ofensa e agressão verbal e até mesmo física

– Atitudes e comportamentos perversos, maldosos e manipulador

– Reações agressiva indiretas, numa discussão não agride fisicamente, mas quebra objetos atirando ao chão ou quebrando com as mãos

– Subjuga o par dizendo que ninguém se interessaria por ela

– Destrói virtudes ou feitos do par para se sentir superior

Enfim, situações que destroem o relacionamento e o par, e que é a antítese do que se deseja ou se acredita ser uma boa construção do relacionamento e da vida a dois, portanto, permanecer com alguém que tem este perfil não pode ser promissor ou saudável para se viver com alguém.

Quem passa por esta experiência, por vezes, sai da relação seriamente abalada em sua autoestima e autoconfiança, e pode encontrar dificuldades para vir a se relacionar novamente com alguma pessoa, afinal ela passa a desacreditar nas pessoas e nela própria, portanto todo cuidado e atenção são importantes para a superação de uma vivência com alguém abusivo.

Pessoas que enfrentaram um relacionamento abusivo podem não ter facilidades ou condições para buscar tal superação, seguem aqui algumas dicas para facilitar e reencontrar o seu caminho:

1.      Não tenha pressa de voltar a se relacionar profundamente com alguém ou entrar num relacionamento sério de imediato. Acredite que isso acontecerá no tempo certo e com a pessoa ideal.

2.      Procure conviver com amigos, familiares e pessoas próximas que conheçam bem você; e com as quais você se sinta confortável e a vontade. Você precisa recuperar sua percepção sobre você mesma, que foi derrubada e distorcida pelo seu par abusivo.

3.      Reforce sua autoestima e autoconfiança, ficando tranquila em se manifestar em suas opiniões, conceitos, valores, visão de mundo e fazendo tudo que sempre fez: seu trabalho com competência, atividades rotineiras e muita diversão. Seja simplesmente você e seja feliz com o que vive, sem receios, temores ou preocupações.

4.      Busque conviver socialmente com pessoas que conheça ou não, e procure relacionar-se sem qualquer tipo de propósito ou expectativa, relacionar-se simplesmente, esteja com pessoas e seja vista, veja-as; fale com elas e ouça-as; divirta-se com elas e fique bem, apenas isso.

5.      Saiba que dentre tantas formas de estar entre pessoas, seja em qual ambiente for, você irá conhecer e se relacionar com alguém para ficar ou namorar, quando você estiver bem, portanto o que deve buscar é exatamente tudo aquilo que te deixe bem.

A superação da difícil experiência que viveu no relacionamento abusivo, passará pelas experiências positivas que venha a produzir ou que acontecerão, sempre referenciadas pela sua história e por aquilo que ainda está por vir, portanto viva intensamente, acredite sempre, ame e seja feliz!!!


Foto Verne Ho.

2018-08-02T19:33:20+00:00

Sobre o Autor:

Eduardo Yabusaki
Eduardo Yabusaki é psicólogo formado pela UniFMU de São Paulo em 1990. Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Educação Sexual, Sexologia Clínica e Terapia de Casal. Pósgraduado em Sexologia pela Faculdade de Medicina do ABC. Experiência de 27 anos atuando em Sexologia. Consultor em programas como Jornal Hoje – Globo, Record Minas e Canal Futura. Membro do ITHS – Instituto de Terapia e Habilidades Sociais e NTPC – Núcleo Terapêutico de Psicologia Comportamental. Na Vênus Digital atua como colunista. É responsável pelo site: www.vidadecasalbh.com.br

Um Comentário

  1. Kátia 31/01/2019 em 13:15 - Responder

    muito bom, muito obrigada Deus te abençoe.

Deixar Um Comentário